Por que o vereador Renato Sandré tem tanta pressa em aprovar projeto em que procuradores poderão receber salário de 22 mil reais?

 

O projeto de Lei de nº 001/2022, que dispõe sobre a “Institucionalização, organização e funcionamento da Procuradoria Geral do Município de Goiana, bem como a carreira dos procuradores, e dá outras providencias” foi pedido vista por duas vezes e tirado de pauta para colocar emendas.

O vereador Renato Sandré na última sessão, ouvindo o galo cantar sem saber aonde, usou de sua fala para cobrar que o projeto entrasse em pauta. Porém o parecer do projeto já tinha sido lido com as emendas e voltado para as comissões.

Renato Sandré só participa de uma sessão por semana, já que na terça feira ele participa da reunião do Conselho de Educação, reunião na qual o vereador ganha por fazer parte. Na última terça feira, só compareceu porque a primeira dama estava sendo homenageada. O parlamentar ainda chegou atrasado na sessão tirando o foco do propósito daquele momento e passou a questionar   sobre o projeto dos procuradores, sem se quer saber como já estava o andamento.

Em sua fala, o presidente de comissão de constituição, justiça e redação, o vereador André Rabico, foi claro em afirmar que uma das razões da necessidade de se colocar emendas no projeto, é devido ao fato de que o salário final de um procurador que chegue a 22 mil reais sendo que o teto de uma aposentadoria é de 5 mil reais. Um procurador que atualmente entre na prefeitura por concurso, recebe salário inicial de 6 mil reais e após uma ano chega a ganhar 8 mil. A aposentaria equivalente a 22 mil reais, teria sido uma das razões para colocar emendas no projeto.

A vereadora Ana Diamante não se conformou com a maneira que Renato Sandre se posicionou e garantiu que fará as emendas que forem necessárias, afirmando que seu intuito é respeitar o princípio da isonomia.

O líder do governo, vereador Alexandre Carvalho, aproveitou para lembrar ao povo que esse projeto veio do poder executivo ou seja, a mando do prefeito Eduardo Honório.

Impressionante a preocupação do vereador Renato Sandré. Um exemplo são as inúmeras classes como a dos professores, que sofrem com baixa remuneração e o vereador resolve levantar a bandeira de uma classe que já goza de privilégios e um salário confortável. Na rua o vereador é povo, mas dentro da câmara ele seleciona bem quem irá defender e servir.

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *